sexta-feira, 28 de maio de 2010

PSDB x SAÚDE: QUEM SÃO OS OPOSITORES DA CPMF?

     Hipocrisia, deboche, mentiras e outros truques psicológicos fazem parte do arsenal demotucano para tentarem a todo custo derrubar o governo atual e voltarem a ditar as regras da política com acontecia no passado. 
O fim da CPMF, do fator previdenciário e o atual aumento de 7,7% aprovado para os aposentados, são batalhas que a oposição faz não em função do povo, e sim por acreditarem que podem desferir golpes e desestabilizar e governo petista. 
Como podem criticar o governo Lula de deixar a saúde estagnada se foram eles mesmos que derrubaram a maior fonte de renda que alimentava a saúde: a CPMF. O cardiologista acreano Adib Jatene, tem sustentado há tempos a necessidade de se aumentar os investimentos públicos no Sistema Único de Saúde (SUS). Para ele, as cenas de horror e os recorrentes problemas no atendimento dos hospitais estatais não derivam de problemas de gestão, e sim da crônica falta de recursos para a assistência médica gratuita. Considerado o pai da CPMF (Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira), ele lutou pela aprovação do tributo em 1996, quando administrava a pasta da Saúde no governo de Fernando Henrique Cardoso.
E quem são os maiores opositores da CPMF? -O próprio Jatene responde a UOL notícias:

UOL Notícias: A elite brasileira é incapaz de estender a mão? Adib Jatene: Esse é o problema. A elite financeira, a elite política, a elite intelectual... vive somente entre a elite. E quem se dispõe a ajudar os mais pobres e ir atrás dos recursos é combatido. O que o ministro José Gomes Temporão [Saúde]está fazendo é uma situação de desespero. Ele vê que pode fazer mais. Vê que tem uma parcela da população que tem tudo, da melhor forma que se faz no mundo. Mas ele não ignora que uma grande parcela da população não possui o mínimo para sobreviver. Ele vai buscar alguma coisa no orçamento e não consegue. Aí ele vem e propõe: "Eu preciso de R$ 10 bilhões a mais". É pouco. Ele precisa de, no mínimo, R$ 50 bilhões a mais. Mas as pessoas que podem oferecer isso sem nenhuma dificuldade, incluem qualquer novo tributo na sua planilha de custos, repassa o valor ao consumidor final e reclama.



Um comentário:

  1. muito obriga pelos elogios e desde já nos tornamos parceiros pois add o seu link na minha lista de blogs parceiro.

    blog Cantanhede Notícias
    http://cantanhedema.blogspot.com

    ResponderExcluir